Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
B
Maia diz que governo é ‘usina de crises’
16/06/2019 12:57 em Novidades

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta 6ª feira (14.jun.2019) em entrevista à GloboNews, em São Paulo, que o governo de Jair Bolsonaro é uma “usina de crises”. “Essa usina de crises que é o governo [nós] vamos deixar para lá, vamos bloquear, vamos criar uma blindagem”, disse. “A crise vai bater e vai voltar.” 

Maia afirmou que a Câmara atuará como 1 bombeiro no caso. “A vida inteira o ministro da Economia sempre foi um bombeiro das crises. Agora, o bombeiro vai ser a Câmara dos Deputados”, disse. “Não vamos responder ao ministro.”

Guedes fez duras críticas ao parecer da reforma da Previdência, apresentado nessa 5ª (13.jun) pelo relator, Samuel Moreira (PSDB-SP). O ministro afirmou que os deputados “abortaram” a reforma.

 

 

 

O demista disse que o relatório de Moreira representa 1 acordo entre diversos líderes partidários e que sua economia prevista é de cerca de R$ 900 bilhões. “Na democracia não é o que 1 quer, é o coletivo. São 513 deputados eleitos.”

O desejo de Guedes era uma economia de R$ 1 trilhão e que, ao mesmo tempo, fosse aprovada a criação do sistema de capitalização. O modelo, entretanto, foi retirado do relatório e só deve ser analisado no 2º semestre.

Maia ainda criticou a articulação do Planalto junto ao Congresso e afirmou que, sozinho, o governo não conseguiria aprovar uma reforma com economia robusta. “Pela articulação do governo a gente não ia economizar nem R$ 300 bilhões”, disse.

As declarações de Guedes foram dadas 2 dias depois de o ministro se reunir com Maia. Na ocasião, o presidente da Câmara chegou a dizer que Guedes “tem sido 1
dos poucos membros desse governo que têm dialogado com o Parlamento.”.

 

Fonte> msn.com.br

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!